Psicologia

Tdi (Transtorno Dissociativo De Identidade)

No transtorno dissociativo de identidade, anteriormente denominado transtorno de personalidade múltipla, duas ou mais identidades se alternam no controle da mesma pessoa. Além disso, a pessoa não consegue se lembrar de informações de que normalmente se recordaria imediatamente, como eventos rotineiros, informações pessoais importantes e/ou eventos traumáticos ou estressantes.

• Estresse extremo durante a infância pode fazer com que algumas crianças não integrem as suas experiências em uma identidade coesa.

• A pessoa apresenta duas ou mais identidades e tem falhas em suas memórias sobre eventos rotineiros, informações pessoais importantes e eventos traumáticos ou estressantes, bem como vários outros sintomas, incluindo depressão e ansiedade.

• Uma entrevista psiquiátrica completa e questionários especiais, às vezes sob hipnose ou uso de sedativos, ajudam o médico a diagnosticar o transtorno.

• A psicoterapia de longa duração pode ajudar a pessoa a integrar suas identidades ou, pelo menos, ajudar as identidades a cooperarem.

Não se sabe quantas pessoas apresentam o transtorno dissociativo de identidade. Em um estudo de pequeno porte, aproximadamente 1,5% das pessoas apresentavam o transtorno em um determinado ano.

Causas

O transtorno dissociativo de identidade costuma ocorrer em pessoas que passaram por estresse ou trauma devastador durante a infância. Nos Estados Unidos da América, Canadá e Europa, aproximadamente 90% das pessoas com esse transtorno sofreram graves abusos (físicos, sexuais ou emocionais) ou negligência quando eram crianças. Algumas pessoas não sofreram abuso, mas passaram por uma perda importante no início da vida (por exemplo, a morte do pai ou da mãe), um problema de saúde grave, ou outros eventos extraordinariamente estressantes.

Sintomas

Esse transtorno é crônico e potencialmente incapacitante, ainda que muitas pessoas desempenhem suas atividades muito bem e levem vidas criativas e produtivas.

Vários sintomas são sintomas tradicionais do transtorno dissociativo de identidade.

Amnésia

A amnésia pode envolver os seguintes aspectos:

• Falhas na memória de eventos pessoais passados: Por exemplo, a pessoa pode não se lembrar de alguns períodos da infância ou da adolescência.

• Lapsos de memória de eventos rotineiros atuais e habilidades consolidadas: Por exemplo, é possível que a pessoa se esqueça temporariamente como usar um computador.

• Descoberta de evidência de coisas que fizeram, mas que não se lembram de terem feito.

A pessoa pode sentir que um período de tempo desapareceu.

Após um episódio de amnésia, a pessoa pode descobrir objetos no armário em casa ou amostras de caligrafia que ela não consegue explicar nem reconhecer. Além disso, é possível que ela se encontre em lugares diferentes daqueles que lembra ter estado pela última vez e não tem ideia do motivo que a levou e como ela chegou até lá. É possível que a pessoa não consiga se recordar de coisas que fez nem explicar alterações comportamentais. É possível que ela seja informada que disse ou fez coisas de que não consegue se lembrar.

Prognóstico

Alguns sintomas podem surgir e desaparecer espontaneamente, mas o transtorno dissociativo de identidade não se resolve por si.

A recuperação da pessoa depende dos sintomas e das características manifestadas e da qualidade e duração do tratamento recebido.

Tratamento

• Psicoterapia 

• Às vezes, formação de imagens e hipnose

A terapia com medicamentos pode aliviar alguns sintomas específicos coexistentes, como ansiedade ou depressão, mas não tem efeito sobre o transtorno em si.

A psicoterapia é o principal tratamento utilizado para fazer a integração das diferentes identidades.

Fonte: https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/dist%C3%BArbios-de-sa%C3%BAde-mental/transtornos-dissociativos/transtorno-dissociativo-de-identidade


02/03/2020