Psicologia

Inclusão no ambiente escolar: os benefícios para o desenvolvimento de crianças com deficiência

De acordo com o último Censo brasileiro, um quarto da população do país possui algum tipo de deficiência. O número representa cerca de 45 milhões de pessoas, que assim como as demais, precisam estar incluídas no ambiente social.

A inclusão no ambiente escolar ainda é um desafio para muitas entidades, já que envolve desde questões estruturais até a formação profissional da equipe.


É importante, no entanto, avaliar que esses investimentos trazem outros benefícios para a instituição. A principal delas é a imagem da entidade. Uma escola que pratica a inclusão não só está cumprindo a lei, mas mostrando que se preocupa com a formação de seus alunos, dando a eles a oportunidade de conscientização sobre o respeito às diferenças.

É importante salientar que o acolhimento de alunos com deficiência precisa de um preparo por parte da equipe. Professores, coordenadores pedagógicos e direção muitas vezes precisam desenvolver atividades específicas, de acordo com a limitação motora ou psíquica da criança ou adolescente que irão receber. No Atendimento Educacional Especializado, é importante oferecer aulas de reforço para que a inclusão aconteça de fato e que os alunos com alguma limitação possam acompanhar os colegas. O apoio de professores auxiliares também é importante para garantir o bom andamento das atividades em sala de aula.

Acima de tudo, o maior ganho que uma criança com deficiência tem ao poder ingressar no ensino regular é a interação com os demais alunos. Ele ganha uma nova versão de mundo, consegue interagir com diversas pessoas, passa a conhecer novas realidades. O convívio com pessoas com pensamentos diferentes, limitações e referências é fundamental na formação de qualquer cidadão e não é diferente com crianças com deficiências. Sentir-se integrado e parte de uma comunidade com certeza muda a visão de mundo quando há inclusão.

E não são somente os alunos com deficiência que ganham quando a escola pratica a inclusão.

Os demais estudantes também irão levar para a vida lições fundamentais aprendidas no convívio com os colegas. Tolerância, respeito, empatia e solidariedade são algumas das características que irão aparecer diariamente. As formas de comunicação também tendem a se expandir, já que os colegas começam a identificar melhor meios de interagir com colegas deficientes. Seja aprendendo libras, respeitando o tempo de uma criança autista, brincando de formas diferentes. Desde cedo, os alunos perceberão que diferenças existem e é possível conviver com elas, sem preconceito e com acolhimento. Ao desenvolverem ações com base na ludopedagogia, percebem que as brincadeiras e atividades reduzem as diferenças entre eles, criando aproximação e maior interação.


FONTE:

Cristiano Sieves

Especialista em Ludopedagogia

Especialista em Ludopedagogia para Educação Infantil e anos iniciais e autor de livros infantis, tem mais de 10 anos de experiência desenvolvendo jogos e games na área de Educação. Atualmente é Gerente de Marketing e Produtos na Playmove.

http://playtable.com.br/blog/inclusao-no-ambiente-escolar-os-beneficios-para-o-desenvolvimento-de-criancas-com-deficiencia


07/10/2019